[1]
P. E. B. de Moraes e R. C. Z. Santos, «A alegoria como poética do (ex)combro em Manoel de Barros: uma visada benjaminiana», eLyra, n. 15, pp. 95-115, Out. 2020.