[1]
L. Argel, « a poesia é onde a linguagem dói..»., eLyra, n. 20, p. 43, Dez. 2022.