Ruídos clássicos ou a sangria antiga em 'Nadar na Piscina dos Pequenos'

  • Daniel de Oliveira Gomes UEPG

Resumo

A poesia de Golgona Anghel indica críticas ao moderno mundo líquido, onde o sujeito vem a ser regulado por relações superficiais e a monotonia do cotidiano. Ela trabalha, em geral, a questão do sucesso e da infâmia, buscando o lugar da infâmia como sua bússola paradoxal. Neste ensaio, investigamos sua afinidade apropriadora com os clássicos, a partir de algumas referências aos gregos, procurando assim analisar vários aspectos do livro Nadar na Piscina dos Pequenos, lançado em 2017.

Como Citar
Gomes, D. (2020). Ruídos clássicos ou a sangria antiga em ’Nadar na Piscina dos Pequenos’. ELyra: Revista Da Rede Internacional Lyracompoetics, (15), 153-172. Obtido de https://elyra.org/index.php/elyra/article/view/332