Fios de memória que atravessam o mar

  • Simone Schmidt Univ. Federal de Santa Catarina/ Univ. do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

A partir de uma abordagem feminista e decolonial, o artigo realiza uma leitura de poemas de duas autoras de língua portuguesa: a brasileira Conceição Evaristo e Odete Semedo, da Guiné-Bissau. Nessa leitura comparativa, busca-se evidenciar aspectos de gênero e raça que se manifestam na poética das duas autoras, as quais, através de sua escrita, dão testemunho de experiências de violência e desigualdades vivenciadas na esteira da história colonial portuguesa.

Publicado
2020-12-29
Como Citar
Schmidt, S. (2020). Fios de memória que atravessam o mar. ELyra: Revista Da Rede Internacional Lyracompoetics, (16), 53-67. Obtido de https://elyra.org/index.php/elyra/article/view/346