A Língua Política e a Política Poética na Poesia Encarnada de Alex Simões

  • Djalma Thürler Universidade Federal da Bahia
  • Duda Woyda Universidade Federal da Bahia

Resumo

Num diálogo interdisciplinar, nosso objetivo é observar como a obra poética de Alex Simões participa na redefinição de uma poesia que gostaria de ser política. Uma “política da poesia” toma então forma, nas pegadas de Jacques Rancière e da sua “política de estética”, que coloca a perspectiva política como uma crítica do presente e um desejo de transformação, de uma relação para o real, uma produção de sentido e uma concepção do espectador que é a sua. A partir de referências fronteiriças-queer, os autores reconhecem uma política da poesia em sua dimensão estÉtica, em processos híbridos entre política da diferença e estética, que servem como novas políticas de subjetivação.

Publicado
2020-12-29
Como Citar
Thürler, D., & Woyda, D. (2020). A Língua Política e a Política Poética na Poesia Encarnada de Alex Simões. ELyra: Revista Da Rede Internacional Lyracompoetics, (16), 69-87. Obtido de https://elyra.org/index.php/elyra/article/view/347