Reescrever é desfazer tranças

Resumo

Escrever é sempre reescrever ou reinscrever o outro no texto que se tece. Um exercício de alteridade constante. Procura-se aqui focalizar esse exercício tendo a poesia como guia para uma leitura do conto de fadas, como um exercício de reescritura como performance crítica da própria escrita. Este artigo pretende apresentar uma reflexão analítica de duas narrativas para crianças, de Ana Maria Machado e de Chico Buarque de Holanda.

Como Citar
Busato, S. (2018). Reescrever é desfazer tranças. ELyra: Revista Da Rede Internacional Lyracompoetics, (12), 175-198. Obtido de http://elyra.org/index.php/elyra/article/view/270
Secção
Artigos